domingo, 24 de janeiro de 2010

APRENDI COM O MAR


A sabedoria das águas
Ensina como se deve viver
Verdades que se aprende
No tempo certo do saber.

Mar beijando areia,
Sol que se esconde à tarde,
Repouso em teus braços faceira,
Enfeito-me de amor na lua cheia.

Vou levando minha vida
Sofrendo na hora certa,
Desfaço da ansiedade
Enfeito-me de primavera.

Lanço-me em lindos versos,
Vejo a vida com alegria,
Sou amante e sou amada
Faço do teu corpo minha enseada.

Ter no entardecer acolhida,
Penetrar no mundo mágico da fantasia,
Entregar-me em tua doce magia.

Arrebatar a tua alma
Sem ela não há amor que dure,
Fazer da vida uma constante aventura.


MÁRCIA ROCHA

6 comentários:

reltih disse...

aprender del amor es una aventura fascinante.
besos

Manu disse...

Olá Maria!

Com o mar aprendi a ser eu
ondular ao sabor das marés
saber distinguir o meu céu
e na terra assentar os pés

Beijos

Graça disse...

Minha querida!!!

Deve ser fascinante aprender com as águas!!

Não posso dizer nada, pois não conheço o mar...nunca vi o mar!!!
Como disse o nosso grande Drummond!rs

Mil beijosssss
Excelente semana!

Sandokan disse...

Às vezes é preciso abanar a árvore da existência para caírem as folhas velhas. Talvez seja por isso que eu não quero saber quem pintou o céu de azul, mas eu quero é o resto da tinta, porque nós podemos matar o tempo, mas é sempre ele que nos enterra.
Gostei muito de vir aqui visitar o teu belo espaço. No carácter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude. O destino une e separa pessoas. Mas nenhuma força é tão grande para fazer esquecer pessoas, que por algum motivo um dia nos fizeram feliz!
Boa semana!

Luis F disse...

Um belo poema, onde as palavras transportam sílabas de sentimento e emoção.

Parabéns

Bj
Luis

M@ria disse...

Agradeço avossa visita e carinho.
Desculpa minha ausencia.

Beijos ........M@ria