domingo, 2 de agosto de 2009

ALÉM DA TERRA, ALÉM DO CÉU



Além da Terra, além do Céu,
no trampolim do sem-fim das estrelas,
no rastro dos astros,
na magnólia das nebulosas.
Além, muito além do sistema solar,
até onde alcançam o pensamento e o coração,
vamos!
vamos conjugar
o verbo fundamental essencial,
o verbo transcendente, acima das gramáticas
e do medo e da moeda e da política,
o verbo sempreamar,
o verbo pluriamar,
razão de ser e de viver.

Carlos Drummond de Andrade

3 comentários:

Maria L. Bózoli disse...

Maria,

Esse tal de "Drummond" pensava mesmo muito além...e descobriu a razão de viver! Maravilha!!!

Um beijo,

Reggina Moon

Sulistatche disse...

Amar,razão do existir.Muito bem colocado poetisa.Beijos no coração.Sady Mac

Malu disse...

Amar e pluriamar amigo...Obrigada!
Beijos no coração!