domingo, 24 de julho de 2011

VENDAVAL DE PERDIDAS ILUSÕES


POR UM DESCUIDADO CORAÇÃO
ENTROU UM AMOR ARREBATADOR
COMO UM VENDAVAL ENFURECIDO
EXPLODIU NO PEITO TAL QUAL VULCÃO

DESPREVENIDO PARA ESTE SENTIMENTO
ENTREGOU-SE DE PRONTO E POR INTEIRO
MAL SABIA ELE ENTRETANTO O QUE FAZIA
NÃO PODERIA IMAGINAR O QUE SOFRERIA

NA EUFORIA DO IMENSO AMOR CANTAVA
LINDAS CANÇÕES DE TERNAS FELICIDADES
EXPLODIA NO MUNDO DE ABSOLUTA MÁGIA
TÃO RADIANTE QUE A TUDO CONTAGIA

SONHAVA OS MAIS BELOS E ROMÂNTICOS
SONHOS DE AVENTURAS E PAIXÕES
ONDE TUDO É PROMESSA TUDO É BELEZA
TUDO ERA POESIA TUDO ERA ESPERANÇA

AS ESPERANÇAS SE TORNARAM TORTURAS
AS PROMESSAS UM TRISTONHO VAZIO
AS BELEZAS SE ESCONDERAM NA ESCURIDÃO
AS EUFORIAS ESFRIARAM-SE NO CORAÇÃO

TRISTE E ENVERGONHADO FIQUEI
AO DESCOBRIR QUE TUDO FOI ILUSÃO
PERDEU-SE A TERNURA E A ESPERANÇA
PERDI O ENCANTO PELA VIDA

HOJE SOLITÁRIO E MORIMBUNDO ANDANTE
FECHEI A PORTA DESTE CORAÇÃO ERRANTE
SOBRARAM AS LEMBRANÇAS DOS MOMENTOS
DE A ILUSÃO DE SER O TEU GRANDE AMANTE

COMO UM BARCO PERDIDO SEM RUMO
NO MAR REVOLTO DE MINHAS LÁGRIMAS
VOU NAVEGANDO NO CHORO ABANDONADO
DO VENDAVAL DE MEU INFORTÚNIO.

Baroneto

8 comentários:

Graça Pereira disse...

Depois da tempestade...chega a bonança e o barco voltará a ter rumo e guiado pelas estrelas, voltará tranquilo ao cais.
Um poema bonito mas muito triste, porque as desilusões de amor, magoam muito.
Beijo carinhoso.
Graça

Sonhadora disse...

Minha querida

Um poema sublime...triste mas muito belo.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

RELTIH disse...

ME ENTRISTECIÓ ESTE TEXTO.
UN ABRAZO

Maria disse...

Amiga que poema maravilhoso.
Beijinhos
Maria

Terê. disse...

olá amiga, um poema belo, melancolico. mas lindo... bju terê.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Mais um belíssimo poema que nos deixa sem palavras! Bjs

Tétis disse...

Amiga M@ria

Quanta saudade já tinha de visitar este teu cantinho de poesia de onde saio sempre deliciada.

Não leves a mal estes meus silêncios e ausências mas, como deves imaginar, nem sempre conseguimos fazer tudo o que queremos nem chegar a todos os lugares onde queremos...

O poema é divinal, triste mas maravilhoso.

Virei sempre que possa.

Beijinhos

♫ ♪ Wilson Miguel ♫ ♪ disse...

Boa noite, Maria!

Pelo nosso bem a tempestade um dia passa e o sol volta a brilhar e as coisas tendem a se tornar calmaria.

Um abraço carinhoso e que a paz permaneça em seu coração

Deus seja contigo