quarta-feira, 7 de abril de 2010

Afago



Nunca se diz em proporções
a razão de um amor,
não há métrica,
lógica ou dissonâncias,
num canto melódico que gira no ar,
quando nos braços se entraga ao afago.
Sinta que no ato de amar dois pontos convergem:
Um esperando pelo destino o outro já sonhava com ele.


Pedro Miller

12 comentários:

Pérola disse...

Boa noite amada.
Amei a sua postagem.Encontro de almas.Parabéns.
Um beijo grannnnnnde.

Sônia Silvino disse...

Poesia é um carinho pro nosso coração, amiga!
Bjkas! Muitas!!!!!

reltih disse...

muy precisas letras.
un abrazo

Frases e Imagens disse...

Adorei seu Blog...
Obrigado pela visita!
Vou te seguir!
Bjs
Mila

Sonhadora disse...

Minha querida
Muito belo este poema.
deixo um beijinho e o meu carinho

Sonhadora

Sonia Schmorantz disse...

Lindo este poema!
beijos

Lely Vehuel disse...

Hace tiempo que no me pasaba por aquí, plasme algo y salí de visita, perdón por la tardanza pero aquí estoy siempre es mejor tarde que nunca, que voy a decirte hoy de tu blog, solo que esta cada día mejor, fantástico me encanta venir por aquí, te invito a leer algo nuevo en peregrino de sabiduría.

Amapola disse...

Bom dia, amiga.
Os sentimentos nos assustam, por não termos a sua medida.

Um grande abraço.

poetaeusou . . . disse...

*
afagos
são rosados afectos . . .
,
rosadas conchinhas,
,
*

Tatiana disse...

Escolheste maravilhosamente bem!
A ternura das palavras aquecem o coração!

Beijos com carinho

Wanderley Elian Lima disse...

E quando menos se espera eles se encontram e concretizam o amor.
Beijos

Frases e Imagens disse...

Olha eu aqui novamente, rs
Estou divulgando meu outro Blog "Espaço Mulher"
http://girlstuffmila.blogspot.com/
Bjs
Mila