terça-feira, 30 de março de 2010

A vida que merecemos



São tantas as voltas que a vida dá
e sim, rodamos como num carrossel
trilhamos caminhos ao Deus dará

somos simples papagaios de papel
nas mãos do nosso próprio destino
voamos neste nosso céu de Babel

nossas vidas são um mero desatino
sem ponta por onde se possa pegar
triste sina, triste fado este triste hino

somos peões sem tabuleiro nem lugar
simples peças num jogo de xadrez
cujo final não sabemos vislumbrar

esperamos que chegue a nossa vez
tentamos alcançar um xeque-mate
a cada lance provamos só insensatez

nossos desejos, não há quem acate
então argumentamos apenas teoria
que de pobre, facilmente se rebate

nesse caso expelimos uma heresia
sem disso, sequer, nos apercebermos
e refugiamo-nos numa vil fantasia

não pensamos mas logo dizemos
que a nossa vida é triste, feia e má
afinal, temos a vida que merecemos!


Manu Lomelino

10 comentários:

Amapola disse...

Bom dia, Maria.
Nossa... lindo demais!

Um grande abraço. Feliz Páscoa!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Maria
Cada um escolhe a vida que ter ter através do livre arbítrio, somos espíritos em busca de conhecimento e aprenderemos, ou não, de acordo com a nossa capacidade de amar.
Um abraço

Everson Russo disse...

Sempre merecemos e temos tudo aquilo que cultivamos,,,,por isso é sempre bom jogar pela vida nos jardins,,,sementes de amor....beijos de lindo dia pra ti.

reltih disse...

creo que se merece según se sea.
interesante tema.
besos

Graça Pereira disse...

Escolhemos por nossas mãos o caminho que queremos mas... "são tantas as voltas que a vida dá" que nos afastamos do percurso traçado... e, muita vezes o "final já não sabemos vislumbrar"....
Lindo o poema, verdadeiro, cheio de contradições...como a própria vida!
Beijo
Graça

poetaeusou . . . disse...

*
a vida que merecemos,
por incúria nossa traduzida
nos ecos de Babel, que
continuamos a aceitar, feitos,
aprendizes de feiticeiro .
,
conchinhas, deixo,
,
*

Manu disse...

Olá Maria! Mas que linda surpresa que você me fez!!!! Obrigado pela referência no seu blogue. O obrigado aos seus amigos pelos comentários entendidos.
Beijo do tamanho do universo

Chris disse...

Boa noite amiga linda!
Muito lindo o poema, me fez pensar sobre a vida que merecemos, uma grande verdade.
Adorei.
Fiquei curiosa para pegar o selinho que deixou pra mim, mas não encontrei, como faço para pegar, fiquei lisonjeada.
Beijinhos

Helena Castelli disse...

Lindo esse poema como todos que seu bom gosto pela poesia aqui posta. Feliz Páscoa a voce e todos seus familiares.

Deixo-te a ternura de um abraço.
Helena

Sônia Silvino disse...

As nossas escolhas determinam a nossa vida!
Bjkas!