domingo, 7 de março de 2010

RITMOPÉIA FEMININA

Fascinado sempre pela alma feminina
fisicamente gasto braços, ombros e dorso
por uma exaustão que me dá de presente essa
sensação de vida plena...

Sem falar em meu coração oferecido
Que bate na marcação
da tua regência que dita o ritmo de meus devaneios
E não deixa livre minha poesia
que presa quer estar a suas ações de musa

Em minha sina que é descreve meu encantamento
minhas mãos servem mais de suporte ao meu rosto
Com a emoções por conta
tenho medo chorar uma parte física minha
pois com temor do lugar comum, confesso,
não há nada em mim que não
quer ser perder em seus mistérios
e onde parece que descrevo apenas força
contem certos que delas dimanam
as maiores suavidades
os cheiros mais perseguidos
Delas, vêem o colo fértil e aconchegante
e nesse ninho minha armadura se desfaz
em rebites frouxos
como meu juízo perdido
por tuas almas meninas...


LUPI

4 comentários:

El Drac disse...

Bello poema el que nos regalas, (hazme saber si está bien que te escriba en español por favor, ahora lo hago porque no carga el traductor) El alma de la mujer es un misterio siempre, me digo porque ella lleva la magia de la creación en su vientre y ello la asemeja a Dios ser perfecto e incomprensible por su misma perfección. Como se dice a una mujer no hay que entenderla sólo debemos amarla. Un fuerte abrazo.

REGGINA MOON disse...

Maria,

Lindo poema de Lupi, ótima escolha!!

Te desejo um FELIZ DIA DAS MULHERES, HOJE E SEMPRE MINHA AMIGA!

Grande beijo e ótima semana!

Reggina Moon

Amapola disse...

Que lindo poema!

Feliz dia internacional da Mulher!

Um grande abraço.

EDUARDO POISL disse...

Este blogger é 1000000000000

"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios... Por isso, cante, ria, dance, chore e viva intensamente cada momento de sua vida, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos..."
Charles Chaplin

Desejo uma linda semana com muito amor e carinho.
Abraços