segunda-feira, 22 de março de 2010

Folhas Secas


Como folhas secas no Outono
Que a brisa do vento faz bailar no ar
Levando-as pra longe, bem longe
Aconteceu com você, voaste de mim.

Eu ergui meus braços tentei te segurar, abraçar
Em vão meus esforços você estava tão no alto
Por mais que lutasse não consegui te alcançar
Sentei-me numa esquina da vida e chorei demais.

Eu vejo em você meu muro de arrimo e,
Meu porto seguro companheira de artes.
E guardarei no meu coração tua voz e sorrisos
Lembranças de quando fazíamos artes e riamos.

Não será fácil te esquecer dói mais que muito

Mas passará eu sei!

Joe Luigi

3 comentários:

Lis. disse...

"A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros pela vida."

Vinicius de Morais.

Bjo.

poetaeusou . . . disse...

*
e o vento passa
prometendo voltar
aspergindo amor,
,
brisas serenas,
,
*

REGGINA MOON disse...

Maria,

Um poema triste, sempre é muito difícil lidarmos com a perda, seja ela qual for...

(...)
E guardarei no meu coração tua voz e sorrisos
Lembranças de quando fazíamos artes e riamos.

Não será fácil te esquecer dói mais que muito

Mas passará eu sei!
(/...)

E eu pergunto: __ Será???

Um beijo,

Reggina Moon