sexta-feira, 26 de março de 2010

Bonita



Primeiro foram as mãos que me disseram
que ali havia gente de verdade
depois fugi-te pelo corpo acima
medi-te na boca a intensidade
senti que ali dentro havia um tigre
naquele repouso havia movimento
olhei-te e no sol havia pedras
parámos ambos como se parasse o tempo
parámos ambos como se parasse o tempo

é tão dificil encontrar pessoas assim bonitas
é tão dificil encontrar pessoas assim bonitas

atrevi-me a mergulhar nos teus cabelos
respirando o espanto que me deras
ali havia força havia fogo
havia a memória que aprenderas
senti no corpo todo um arrepio
senti nas veias um fogo esquecido
percebemos num minuto a vida toda
sem nada te dizer ficaste ali comigo
sem nada te dizer ficaste ali comigo

é tão dificil encontrar pessoas assim bonitas
é tão dificil encontrar pessoas assim bonitas

falavas de projectos e futuro
de coisas banais frivolidades
mas quando me sorriste parou tudo
problemas do mundo enormidades
senti que um rio parava e o nevoeiro
vestia nos teus dedos capa e espada
queria tanto que um olhar bastasse
e não fosse no fundo preciso
queria tanto que um olhar bastasse
e não fosse preciso dizer nada

é tão dificil encontrar pessoas assim bonitas
é tão dificil encontrar pessoas assim pessoas


música e letra de Pedro Barroso

8 comentários:

reltih disse...

guauuuuuuuuuu, me encanto muchoooooo.
besos

Sônia Silvino disse...

Encantadora essa letra!
Bjkas!!!

Manu disse...

Olá Maria! O Pedro Barroso (meu colega de editora) sempre foi um dos melhores letristas da música ligeira portuguesa. Cantou e encantou com poemas belíssimos sempre acompanhado do seu violão. Experimenta ouvir o poema do Gedeão cantado por ele, é simplesmente delicioso - ainda para mais esse poema conseguiu fugir à censura da ditadura. Parabéns por esta escolha.
Beijos do tamanho da liberdade.

Manu disse...

Olá Maria! Olha eu de novo :)
Ouve este poema "Bonita" http://youtube.com/watch?v=x2UjbfQHq9Y&feature=related
Vale a pena escutar.
Beijos

Lis. disse...

Bom.

Já vivi esse momento.
E foi bom no passado.
Cada um no seu lugar.
É bom modo de amar.

Lis.

O que elas estao lendo!? disse...

Faremos um sorteio no blog. Passe por lá para saber como e quando. E faca a sua inscricao para poder participar.

Abracos

Carlos Rímolo disse...

Querida Maria!!!
Belíssima postagem. Esse Poema é demais; Adorei. Vindo de você não é de se espantar, pois tem textos maravilhosos em seu Blog.

POETA CIGANO - 27/03/2010

carlosrimolo.blogspot.com

Obs: Obrigado pelas palavras de carinho em meu Blog. Beijão!!!!

Amapola disse...

Boa noite, Maria.
Que belo poema...

Um grande abraço. Bom fim de semana.