sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Meu Doce Amor...


À distância nos separa,
Mas, ‘longe’ para quem ama,
Não existe.
É apenas uma questão de tempo...
No entanto, por enquanto,
Assim estamos...
Distantes dos olhos,
Distantes dos corpos,
Distantes das mãos,
Distantes das carícias,
Distantes, sim
Embora apaixonados amantes
Assim, como o Sol e Lua,
Mas sinto-o tão perto de mim,
Perto do meu peito,
Perto da minha alma,
Nos meus sonhos tu sempre estás!
E no amor, meu doce amado,
Unidos, sempre estaremos!


Paty Padilha

Um comentário:

Fernanda disse...

Oi Maria eu amo td q vc faz, pq acho de uma perfeiçãp ímpar!
Essa poesia da Paty Padilha é linda!
E sou muito suspeita pra falar algo pq sou fanzona dela...
Vc eh muito especial e espero em Deus q continue levando pra todos essas belezas q com certeza fazem bem ... bjo pra vc miga