sábado, 1 de agosto de 2009

VOA, MULHER!



Vá, mulher, apronta-te!
Mergulha nos guardados
De tu’alma encharcada
Esvazia e enxuga as gavetas
De tuas mágoas tantas

Estica no teu corpo aquela blusa
Que de florida é tão bela
Põe aquela tinta encarnada
Em teu sorriso amarelado
Desembarace tua cabeça
Pondo os fios pr’outro lado

Vista-te de calma mais que nada

Do ombro, retire a bolsa
Pesada de rotos bilhetes
Arranca as sandálias
Que te prende a esse chão
Retoma as tuas asas
Apronta-te, vá!
Voa, mulher!
.
Lena Ferreira

3 comentários:

REGGINA MOON disse...

Maria,

Em cada visita aqui, levo comigo um rastro de sentimentos bons e fico sempre maravilhada com suas postagens!

Um grande beijo!!!

Reggina Moon

Sereníssima-Lena Ferreira disse...

Marai, Maria...poetisa e semeadora de poesias..Que grata surpresa encontrar um dos meus rabiscos prediletos num espaço tão delicado e imensamente bem cuidado. Só você mesmo, amiga. Te adoro!!! Beijos, muitos!! Obrigadíssima por SER!!

Malu disse...

Voa Mulher...Voa!
Agradeço o carinho de voces.
Beijos de coração prá coração!