segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Mar!


No vasto silencio de minha alma,
O fogo e o gelo campeiam nus,
Contrastes de meu estado de espírito.

Não é derrota ou fragilidade minha,
Apenas cansaço ante á mesmo batalha,
Que se repete indefinidamente aqui.

Então, hoje, dou-me ao direito,
Derradeiro, quem sabe, de ser feliz,
Mesmo que o mundo diga ser insano.

Os paradoxos fazem parte de mim,
O contraste é minha melhor defesa,
E sendo camaleão, meu melhor ataque.

Portanto, não me venha com pedras,
Hoje e não mais, elas me atingirão,
Eu consegui chagar ao mar.

Santaroza

3 comentários:

Maria L. Bózoli disse...

Linda postagem...lindo poema de Santaroza!!

Voce é um presente para todos que a lêem!!

Beijos meus,

Reggina Moon

MUSICAS E POESIAS disse...

Muito Lindo, seu blog e todas as postagens. Tambem tenho um que estou reconstruindo, mas está muito simples ainda. Quando estiver melhor vou convidar vc para visitá-lo..Mrco Orsi

Maria L. Bózoli disse...

Agradeço a vossa visita.Beijossssss

Me convide Mrco que lá estarei.

Boa Noitee ótima semana!