segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Flores


Teci estas flores...
Com minha ternura,
com minha doçura,
com sonhos gestados
em noites de prata.
Ao som das folhagens,
das mansas aragens...
Teci com orvalho,
com gotas de sangue,
co'a luz do meu ventre...
Com alma plangente...
O melhor de mim.
E num ramalhete,
meu corpo entreguei-te,
banhado nos cheiros
do branco jasmim.
Teci estas flores...
As queres, assim?


- Patricia Neme -

Um comentário:

Bethsiescky disse...

Maria tenho vindo todos os dias visitar ,êste Jardim florido de Versos singulares!! Amo estar aqui ,esqueço tudo e vivo a Primavera da minha Alminha sensível!! Parabéns!! Fica com Deus!! Abreijuuuussss