sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Faz Frio

Faz frio na minha cama
Faz frio por todo o meu quarto
A lua some no horizonte
Estrelas fazem nuvens de cobertor
O mar parece um imenso iceberg
Na incerteza da chegada do amor
Olhares tristes
Corpos em noites desertas
Paisagens opacas
Almas congeladas e encobertas
Uma folha rola perdida
Pelo inverno
E um vento cortante entre montanhas
Deixa distante todo sonho de ser feliz
Um beijo que já não vem
O amor ficou perdido
No corpo quente de alguém
Hoje meu verso é perdido
A inspiração se acabou
Uma ultima estrela que no céu brilhava
Enfim se apagou.


Everson Russo

8 comentários:

M@ria disse...

Bom Fds à todos.
Beijos e meu carinho...M@ria

Everson Russo disse...

Uau,,,minha amiga, que surpresa agradável, obrigado pelo seu carinho, aqui, lá no orkut, e pela riqueza de sua amizade,,,grande beijo de lindo dia e ótimo final de semana pra ti...

v.a.m disse...

Oi parabens pelo blog e postagens, seus poemas são ricos e edificantes, olha ja estou seguindo seu blog a convite de Everson Russo ok, bjs no coração.
Vanderlei

ReltiH ReltiH disse...

MUY GÉLIDO TEXTO...
BESOS

Everson Russo disse...

Um belo domingo e uma semana repleta de paz pra ti minha amiga querida...beijos e beijos.

Jackelyn disse...

MUY TRISTE PERO LINDOS SENTIMIENTOS. ME GUSTA MUCHO VISITARTE. uN PLACER ESTAR POR AQUI. BESOS DESDE PUERTO RICO!

Beatriz Prestes disse...

Poesia linda e ardente!!
Adorei amiga querida
Beijão com carinho
Bea

Angel disse...

Maria, que poema triste...
Belo, mas triste...

um anjo