sexta-feira, 7 de maio de 2010

Viração


Voa um par de andorinhas, fazendo verão.
E vem uma vontade de rasgar velhas cartas,
velhos poemas, velhas contas recebidas.
Vontade de mudar de camisa,
por fora e por dentro... vontade...
Para quê esse pudor de certas palavras?...
Vontade de amar, simplesmente.


(Mário Quintana)

7 comentários:

Mila disse...

Olá M@ria!
lindos versos de Mário Quintana...
"Vontade de amar, simplesmente"
Coisa lindaa...
Bjs
Mila

Crista disse...

Que coisa mais gostosa...de se ler!!!!!
E quando dá essa vontade...deve-se agir!!!!

El ave peregrina disse...

Esa bela vontade de amar acaricia e enternece... como o trino das aves.

Un bico e bo fin de semana.

Sandra Botelho disse...

Vontade de amar simplesmente...Sempre.
Bjos achocolatados

José Pedro da Silva disse...

lindo poemas.

bom final de semana.

bjsss

reltih disse...

muy coherente escrito.
besos

Clecilene Carvalho disse...

Vontade de mudar de camisa por fora e por dentro.

Muitas vezes mudamos a casca e não mudamos a essência.

Sábias palavras, como todas que conheço de Mário Quintana.
Beijos e um final de semana abençoado.