quinta-feira, 15 de abril de 2010

Pele!


Flores rosa de paineira
Cobria a relva qual tapete
E no contraste da tarde morna
Tu te aninhavas em meus braços
E quem nos visse veria um só
Tua pele de seda branca avermelhava-se
Quando de encontro á minha que te buscava
Nossa nudez não tinha acanhamento
Pois estávamos vestidos de nosso amor
E o tempo que nos esperasse
Pois aquele momento para nós era eterno
E a única coisa que nos importava
Era o contato de nossas peles
Todo o mais não fazia sentido!


Santaroza

16 comentários:

Clecilene Carvalho disse...

Quando o amor torna-se a roupa do corpo, a nudez não causa acanhamento... Bela escolha.

Beijos e obrigada pela visita, depois passá-la, pois cometi um erro no seu comentário, espero que me perdoe, tentei consertar.

Adoro sua visita.

Beijos,

Glória Müller disse...

Poucas linhas e tão bonito.
Boa noite, Maria, vim te deixar um beijo.

Beijos
Glória

Pérola disse...

Lindo amada.
Que bom q voltou já estava com saudades de ti minha linda.
Beijokas.

Pensamentos da Mila disse...

Linada poesia! Perfeita...
Bjs
Mila

reltih disse...

muy sensible y delicado escrito.
besos

Lely Vehuel disse...

Que bonito que escribes,te felicito,yo acompañando al tiempo, me paso por este tu lugar de visita, para disfrutar de tus entradas en tu blog que siempre sigo y que tanto disfruto,es un espacio tan bonito y hace bien leerte...
Tienes una invitacion a mi blog Cuentos y Orquideas para si quieres, leer mi nueva fabula.Te saludo como siempre con un gran abrazo,mucha luz y hasta pronto...

Sonhadora disse...

Maria
Maravilhoso poema...adorei.
Obrigada pelo carinho

Beijinhos

Valter Montani disse...

Maria,

Quando existe amor entre dois seres, nada mais importa. bom fim de semana, bjs

Everson Russo disse...

Pele...arrepios e sensações,,,,perfumes e textura....lindo seu poema...beijos de otimo final de semana.

REGGINA MOON disse...

Maria,

Passando por aqui para ler o seu poema e te desejar um ótimo final de semana...muita paz e poesias, sempre!!

Grande beijo!!!

Reggina Moon

Crista disse...

Lindo!!!!

Helena Castelli disse...

"O poeta é o alimento vivo da chama com que ilumina."
José Martí

Agradecida por sempre trazer luz em meus dias.

Deixo-te a ternura de um abraço.
Helena

Wanderley Elian Lima disse...

Lá Maria
Um lindo poema embalado pelo amor e prazer.
Beijos

Irene Moreira disse...

M@aria & M@aria
Como gosto desse nome...
Quando a pele vibra... ninguém seguro o amor que flora.
Beijos

Maysha disse...

Lindo poema Maria, adorei.

Obrigada pelos comentarios que deixaste na minha ausencia, minha amiga.

Bom fim de semana, beijos

Amapola disse...

Sensual e gostoso...

Um grande abraço, amiga Maria