quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Abraça-me...


Enquanto a lua não dorme
E o sol faceiro acorde
E te leve pra longe de mim
Deixa-me sentir seu calor
Na paz do seu abraço
Numa magia sem fim.
Beija-me...
Quando o sol se levantar
Faça-me juras de amantes
Deixa-me sentir seu gosto
Impregnado na boca
Pra que na saudade louca
Te sinta junto de mim.
E quando a tarde cair
Quase louca de saudade
Eu te busco e te preciso
Você volta para meu colo
A lua acende o sorriso
A noite sonda indiscreta
E o nosso amor... Assim
se completa.


Sirlei L. Passolongo

5 comentários:

reltih disse...

ufffffff, cuánta romanticismo, seducción, guau, me deje llevar por esas letras.
un beso

EDUARDO POISL disse...

Passando para desejar uma linda semana.

"Para fazer mudanças não é preciso buscar novas paisagens.
Basta apenas olhar com novos olhos"
(Marcel Proust)

Abraços com carinho

O Profeta disse...

Chove bem no meio do mar
São de fogo as manhãs na ilha
A seda púrpura é lençol de amantes
Os olhos roubam a virtude à maravilha

Enchi a taça com absinto
Ergui o braço, toquei uma nuvem carmim
Ensaiei um passo de dança 
Senti que os pássaros riam de mim

Senti o resto da geada em descalços pés
Calei minha viola de dois corações
Deixei entrar no peito o tamborilar de perdidas gotas
Senti o sabor sal das minhas emoções


Convido-te a partilhar a outra metade


Mágico beijo

Maria disse...

LINDOOOOOOOOOOOOOO

SEM PALAVRAS.


:)) MÁGICOS ABRAÇINHOS

Maria disse...

LINDOOOOOOOOOOOOOO

SEM PALAVRAS.


:)) MÁGICOS ABRAÇINHOS