sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Suspiração


Na saudade
Vou olhando,
A luz prata
Do meu mar...

E às ondas
Meus olhos
Vão gritando,
Onde está
O meu amar?

Meu peito
Suspirando,
A saudade
Do seu olhar...

E as lágrimas
Vão rolando,
Saudosas
Por a beijar!

Na saudade
Vou ficando,
Querendo-a
A abraçar...

E ao mar
Vou revelando,
Que sem ela
Não há Luar!


Loucopoeta

5 comentários:

reltih disse...

ufffff ....para suspirar.
abrazos

Pizarro disse...

Preciosa poesia.
Felices fiestas en compañia de tu familia y seres queridos.

O Profeta disse...

Um formoso menino estava mesmo alí
Tocou de leve o lado esquerdo do meu peito
Olhou-me com um luminoso sorriso
Deixou-me sem fala, sem jeito

Deixou-me no apagar de uma vela
Olhei novamente o mar
A calmaria voltou como por encanto
Mil criaturas inundaram-me o olhar

Golfinhos felizes assobiaram
A cria de uma baleia acenou-me
Uma andorinha do mar poisou no parapeito da janela
Uma maravilhosa e antiga história sussurou-me

As estrelas brilharam no celeste
A Lua estendeu seu manto de fino lusr nesta cena
Adormeci na imensidão deste mundo
No embalo de...Uma Noite Serena...


Uma noite serena

Um mágico Natal

Um terno beijo

Sonia Schmorantz disse...

Natal...
É o mês de confraternização Agradecimento pela vida
Bênçãos ao filho de DEUS
União, amor, reflexão!

Que o bom velhinho traga um saco cheinho de paz,
harmonia, fraternidade
Que o gesto de ternura se estenda de várias mãos
Que ao som dos sinos
O amor exploda em toda direção!

FELIZ NATAL!
UM ANO NOVO DE FÉ E SUCESSO!

amo meu filho disse...

Maria,tbm estou muito feliz por ter te encontrado ..
Estava com saudades de vc e de ler suas poesias ...
Muitos Beijos ...