domingo, 6 de dezembro de 2009

Levo-te...


Levo-te na impressão de um beijo,
na carícia da brisa que te entrega
a ternura minha e que é tão tua...
Levo-te na alma em júbilo de paz,
na alegria abarcando todos os
momentos da vida...
Levo-te na serenidade do olhar
de quem já sofreu e ainda assim
não desistiu de amar,
não desistiu de acreditar no amor...
Levo-te em cânticos suaves
reverenciando todo o sentimento
que promove a certeza
de eternamente nos pertencermos...
Levo-te assim, na calmaria da Fé,
da crença de que a tua existência
se faz a única razão da minha
acontecer a cada amanhecer!...


Cida Luz

3 comentários:

Manu disse...

Olá Maria!

Levo-te nas asas do poema
amparo-me em teu regaço
fico, vou, ai! eterno dilema
indecisão! Puro embaraço

Bom Domingo. Beijos

reltih disse...

guauuuu, aquí hay esperanza, alma.
besos

Graça disse...

Levo-te também sempre, nas minhas lembranças, minha querida!
Belo poema...

Um beijão, e a gente se verá ainda por algumas vezes, antes da 'Noite Feliz'...