sábado, 26 de dezembro de 2009

Amo em silêncio


Amo em silêncio
e nem as rosas sabem
que teu perfume seria meu destino.
Amo em silêncio
e nem as estrelas pálidas sabem
de mais uma noite calada.
Amo em silêncio
e nem a lua transparente sabe
do meu amanhecer prata, solitário.
Amo em silêncio
e nem o vento sabe
que corta as dores
que ninguém sabe
que existem.
- Amo em silêncio
e só o silêncio sabe.


Cesar Rabelo

4 comentários:

Luis G. disse...

É um prazer para se encontrar com seu blog onde a poesia arde como fonte eterna.

Com minha admiração.
Saudações

reltih disse...

bueno, con el silencio se dicen muchas cosas.
besos

Sonia Schmorantz disse...

É maravilhoso este poema, amei!
beijos

Rose disse...

O poema Em Silêncio com autoria atribuída aqui a Cesar Rabelo foi completamente plagiado de ROSEMARI HAUENSTEIN RUCH. Publicado em livro até em Portugal.

Pode verificar em meu blog POEMAS E AMORES.

Por gentileza, espero os verdadeiros créditos. estarei acompanhando.