sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Sou



"Por ser mulher sou sensível
Sou dengosa, mas sou mais
Que um adjetivo qualquer
Sou força, coragem e fé
Mas não perco o encanto da rosa
Não sou mero reflexo
Tenho brilho próprio
Tampouco sou ser complexo..
Eu sou dona dos meus sonhos e desejos
Não sou apenas um batom diante do espelho."


Sirlei Passolongo

2 comentários:

Poseidón disse...

HOLA Maria,

Precioso poeman delicado y suave como la mujer moderna y femenina es.

Sabes somos todo y nada..........
--------------------------
Je me révolte, donc je suis.

Camus (Albert), L'Été (Gallimard).

beijos e feliz fim de semana

Memória de Elefante disse...

Os sonhos são as asas para sustentar a realidade...


Abraço