quinta-feira, 6 de agosto de 2009

AZUL E COR DE ROSA



A poesia pode ser perigosa,
a gente se encontra
de azul e cor de rosa,
se apaixona e depois como fica?
Você lá e eu aqui,
ambos brincando de ser feliz.
Assim nós dois,
nessa infinita vontade de poetar,
somos as rimas,
as vírgulas e os pontos.
Só falta agora
vivermos esse encontro,
que poeticamente nos aproxima
dos mesmos sonhos de amor . . .

Homenino Poeta

Um comentário:

Delícia disse...

Homenino poeta ... Amo ler seus textos e este em especial é lindo ! Beijos e flores ! Lete