segunda-feira, 27 de julho de 2009

Males de Amor


Não se deve amar demais
Pode causar sofrimento
Pois só nascem vendavais
Quando há excessos de vento.

Quando o amor faz sofrer
Na vida desilusões
É talvez por se exceder
Em supérfluas paixões...

Por vezes o amor traído
Com mágoa pode gerar
Em qualquer coração ferido
Melindre para odiar!...

Nunca deixes que o ciúme
Controle todo o teu ser
Cala na alma o queixume
Por amor sabe sofrer ...

Tem que haver moderação
Sem ser amor doentio
E na sua dimensão
Ser perene como um rio...

Ama como se algum dia
Tivesses de odiar
Odeia com ironia
Podes voltar inda a amar!...

(Euclides Cavaco)

2 comentários:

Maria L. Bózoli disse...

Maria querida,

Seja bem vinda com suas lindas escolhas, e que cada dia a Poesia seja mais divulgada com o carinho e respeito que se faz merecedora, através de "almas poetas", como a sua!

Com carinho,

Reggina Moon

Malu disse...

"Almas poetas se encantam e se entendem"
Agradeço seu carinho e saiba que muito te gosto amada.......Beijos!